Mande sua mensagem também nas redes sociais.

A história vitoriosa de Marcelo Nilo.

Veja porque o atual presidente da Assembleia é um exemplo de superação e coragem.

Homem fiel às suas raízes

O deputado Marcelo Nilo nasceu em 26 de Abril de 1955, em Antas, município da região nordeste da Bahia, em pleno semiárido baiano. É um homem fiel às suas raízes interioranas, que tem muito orgulho da terra onde nasceu e foi criado.

1955
clique no ano para navegar

Estagiário da Embasa em 1977

Ainda como estudante de Engenharia, Nilo começou a trabalhar na Embasa em 1977, empresa na qual construiu uma sólida carreira profissional ao longo de 10 anos, depois de se formar Engenheiro Civil pela Universidade Federal da Bahia em 1979.

1977
clique no ano para navegar

Chefe de gabinete da prefeitura de Antas em 1985

Marcelo Nilo começou sua carreira política, como chefe de gabinete da prefeitura de Antas, em 1985, quando então, descobriu sua vocação para a vida pública, em busca de melhores condições de vida para os baianos.

1985
clique no ano para navegar

Presidente da Embasa em 1987

A consolidação da carreira de Engenheiro Civil de Marcelo Nilo, veio quando ele assumiu a presidência da Embasa, no ano de 1987.

À frente da Empresa Baiana de Águas e Saneamento, Marcelo Nilo se destacou por seu perfil de lider, um homem justo, que soube valorizar o trabalho de sua equipe e assim desenvolver cada vez mais o serviço prestado pela Embasa, à população baiana.

1987
clique no ano para navegar

Eleito pela primeira vez deputado estadual em 1990

Marcelo Nilo foi eleito pelo povo da Bahia para o primeiro de seus seis mandatos como deputado estadual em 1990, renovando esse compromisso com votação crescente.

Nessa primeira eleição em 1990 teve 12 mil votos; mais de 18 mil na segunda eleição em 1994; outros 22 mil votos em 1998; em seguida em 2002 teve 27 mil votos; em 2006 mais de 57 mil votos e finalmente em 2010 obteve os votos de quase 140 mil baianos.

1990
clique no ano para navegar

Eleito presidente da Assembleia Legislativa da Bahia pela primeira vez em 2007

Como deputado integrou todas as comissões técnicas da Assembleia e se destacou como um dos parlamentares mais presentes, participando de todas as iniciativas comprometidas com o desenvolvimento da Bahia e a melhoria das condições de vida da nossa gente. Esta intensa atuação política o elevou à condição de um dos líderes das oposições ao Carlismo no Legislativo por 16 anos e com a vitória de Jaques Wagner, foi eleito para o cargo de presidente da Assembleia Legislativa da Bahia em 2007.

2007
clique no ano para navegar

Mudança de partido, do PSDB para o PDT em 2009

Depois de 19 anos no PSDB, Marcelo Nilo se filiou ao PDT em setembro de 2009 e continuou sua trajetória política participando de grandes eventos, ainda à frente da Assembleia, entre eles, a comemoração dos 20 anos da Constituinte baiana.

2009
clique no ano para navegar

Eleito para o sexto mandato como deputado estadual mais votado da Bahia em 2010

Marcelo Nilo teve ainda a honra de assumir a cadeira de governador interino por cinco vezes, em virtude das viagens internacionais do governador Jaques Wagner e como principal autoridade do estado, cumpriu esta missão recebendo autoridades e entregando obras por toda a Bahia. Foi reeleito para o sexto mandato, como o deputado estadual mais votado das eleições 2010 com 139.794 votos.

2010
clique no ano para navegar

Eleito para o terceiro mandato de presidente da Assembleia Legislativa da Bahia em 2011

Nilo entrou para a história da política baiana em 2011, quando foi eleito de forma inédita, pela terceira vez consecutiva, presidente da Assembleia Legislativa da Bahia. A busca da independência do Legislativo e da harmonia entre os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, é uma das principais características do mandato de Marcelo Nilo como presidente da Casa Legislativa.

2011
clique no ano para navegar

Eleito para o quarto mandato de presidente da Assembleia Legislativa da Bahia

Durante os seis anos em que está a frente da presidencia da Assembleia, Marcelo Nilo foi responsável por muitas mudanças no Legislativo baiano: No primeiro biênio, a prioridade foi a construção de um Poder Legislativo independente; já no segundo biênio, o foco foi a cultura, com o lançamento de 103 livros editados pela Alba; os últimos dois anos foram dedicados à valorização dos diversos movimentos sociais, que tiveram acesso à Casa Legislativa.

Eleito para o quarto mandato de presidente da Alba em 2013, nos próximos dois anos, o presidente pretende se dedicar, para que os projetos dos deputados tenham prioridade de votação.

2013
clique no ano para navegar

Instagram