Mande sua mensagem também nas redes sociais.

Notícias

Identidade da mulher negra é destacada em seminário na Assembleia Legislativa

postado em 23/07/2015 05:07

Ao som dos tambores da Banda Didá na rampa da Assembleia Legislativa da Bahia, foi iniciado mais um evento comemorativo do “Julho das Pretas”, promovido pela Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) para marcar o Dia da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha, celebrado em 25 de julho. O seminário ‘Promoção da Equidade de Gênero e Raça na Bahia’ aconteceu na tarde desta quinta-feira (23), no auditório Jutahy Magalhães.

DSC_4671

Promovido pela Sepromi em parceria com as Secretarias de Políticas para as Mulheres (SPM), de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e da Cultura (Secult), o seminário abordou as lutas e avanços da mulher negra na sociedade e debateu políticas públicas voltadas às servidoras estaduais negras. Participaram do evento autoridades como Olívia Santana, representante da SPM, a procuradora do estado, Cleia Santos, a capitã da Polícia Militar, Denice Santiago, a superintendente da SJDHDS, Anhamona Brito, e Ubiraci Matilde, representante da Secretaria da Educação.

DSC_4931

Com exemplos históricos, a procuradora Cleia Santos ressaltou a importância da visibilidade da mulher negra e sua participação na democracia do Brasil. “O que estamos vivendo é a construção de novos pilares e não podemos fazer isso sem a orientação dos nossos ancestrais. O Quilombo dos Palmares foi fundado por uma mulher que instituiu o princípio da colaboração na criação. O Quilombo ouvia a diversidade e reconhecia a importância de cada membro”, afirmou. Ela aplicou o exemplo à realidade brasileira e destacou a necessidade de mudança. “Palmares é o nosso exemplo para reconstruir o estado brasileiro que se diz democrático mas ainda não é”, finalizou.

O evento foi organizado pelo Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI). A programação completa do “Julho das Pretas” pode ser conferida em www.sepromi.ba.gov.br