Mande sua mensagem também nas redes sociais.

Notícias

Legislativo nas Escolas’ inicia o segundo semestre no Colégio Militar Luís Tarquínio

postado em 03/08/2016 05:08

O programa ‘Legislativo nas Escolas” está de volta neste segundo semestre e a instituição escolhida para receber a 8ª edição de 2016 na manhã desta quarta-feira (03), foi o Colégio da Polícia Militar (CPM), Luís Tarquínio.

DSC_1084

O presidente do legislativo baiano, deputado Marcelo Nilo, palestrou para centenas de alunos atentos, sobre o papel da Assembleia Legislativa e seus parlamentares e a importância da política para a sociedade.

Após a palestra, um dos questionamentos feitos pelos alunos foi o que a Assembleia Legislativa tem feito pela educação do nosso estado. Nilo falou sobre projetos importantes aprovados na Alba, entre eles, a aprovação do Plano Estadual de Educação, que foi exaustivamente discutido e que gerou polêmica devido às questões de gênero. “Nós não podemos criar projetos que tragam despesas para o Estado, mas podemos contribuir para ampliar o debate sobre diversos temas, como a educação, como fizemos em relação ao Plano Estadual”, explicou.

DSC_1110

Ao final do evento houve uma apresentação musical de um grupo de alunos, com destaque para o aluno Antônio Dacleo, que tocou clarinete. Em seguida, a aluna Luiza Conceição declamou um poema de sua autoria sobre o CPM.

DSC_1117

Depois do bate-papo com os alunos, uma atividade extracurricular é realizada, na qual os estudantes fazem uma redação sobre o tema do encontro. Os melhores textos são premiados com livros da Coleção Gente da Bahia, publicados pela editora da ALBA e que trazem perfis de personalidades da história baiana.

DSC_1120

O projeto Legislativo nas Escolas, acontece desde maio de 2015 e das 27 instituições percorridas em todo o estado, 18 estão em Salvador. O projeto que tem o objetivo de promover o conhecimento, informar e despertar o interesse dos jovens pela política.

DSC_1174

São três unidades do Colégio da Polícia Militar (CPM) em Salvador: no bairro da Ribeira o João Florêncio, o do Lobato na Avenida Suburbana, o Dendezeiros e o Luís Tarquínio.

O CPM funciona em sistema de externato, em dois turnos distintos e o ensino é gratuito. Até 1993 os alunos eram apenas do sexo masculino, mas em 1994 as meninas passaram a integrar o corpo discente, a partir da 5ª série do Ensino Fundamental. Atualmente, o CPM tem cursos desde a alfabetização até o 3º ano do ensino médio com pré-vestibular, espalhados por todo o Estado e sempre aparecendo em destaque pelas excelentes notas alcançadas no Enem.

DSC_1209