Mande sua mensagem também nas redes sociais.

Notícias

Médium Divaldo Franco é homenageado na Alba com a Comenda 2 de Julho

postado em 06/08/2015 07:08

Sob uma chuva de pétalas de rosas e com o plenário lotado de seguidores da doutrina espírita, autoridades políticas e líderes de diversas religiões, o médium Divaldo Franco foi condecorado pela Assembleia Legislativa da Bahia com a Comenda 2 de Julho, na tarde desta quinta-feira (6). Proposta pelos deputados petistas Zé Neto e Rosemberg Pinto, a medalha é a maior honraria concedida pelo legislativo a personalidades que se destacam por seu trabalho em benefício da população baiana. A homenagem se deve ao grande trabalho social desenvolvido por Divaldo ao longo de mais de 70 anos.

DSC_7338

O presidente do legislativo, deputado Marcelo Nilo abriu a sessão, que teve início com a execução do hino nacional pelo Coral da Assembleia, seguida pela apresentação de um vídeo sobre a história da Obra Social Mansão do Caminho, criada e desenvolvida por Divaldo Franco.

“Divaldo você é isso. Uma nuvem calma.” Disse o deputado Rosemberg referindo-se a um trecho da canção executada pelo coral e relembrando que líderes importantes na história mundial abdicaram de sua vida pessoal em favor do próximo, como fez Divaldo. “Sua trajetória e seus grandes feitos mudaram, mudam e continuarão mudando a vida de milhares de pessoas”, declarou. Já o deputado Zé Neto, emocionado, disse: “Hoje é um dia importante para nós da política passarmos a fazer várias reflexões, pois também temos uma imensa missão e devemos nos dedicar à sociedade”.

DSC_7371

Representando os mais de 600 filhos adotivos de Divaldo, Adriano Oliveira afirmou que “Deus nos brindou com o melhor, pois você nos ensinou o caminho da retidão, da fé para que nós nos tornássemos homens de bem”. Em seguida, os jovens da orquestra Neojibá de Feira de Santana apresentaram duas canções para homenagear o médium.

DSC_7474

O presidente da Federação Espírita da Bahia, André Peixinho, falou sobre sua relação de amizade e companheirismo com Divaldo Franco. “Divaldo é como todos nós, um espírito, filho de Deus e como tal é a prova de que o mais importante não está no material”. Em seguida o presidente da Federação Espírita Brasileira, Jorge Godinho, fez questão de ressaltar a importância de pessoas como o médium nos dias de hoje. “Viver numa época em que um homem vive para se dedicar à caridade no amor, faz com que esse momento seja único para todos nós”, exaltou. Logo depois o deputado Rosemberg leu uma homenagem ao cofundador da Mansão do Caminho, o amigo e primo de Divaldo, Nilson de Souza.

DSC_7660

Após receber a Comenda das mãos do deputado Marcelo Nilo e ser aplaudido de pé, Divaldo Franco tomado de muita emoção e com a humildade pela qual é conhecido, disse não ser merecedor da homenagem e depois de um longo discurso no qual contou a história do médium Alan Kardec, do Espiritismo e citou as comprovações científicas para a doutrina, disse: “Eu aceito o testemunho de bondade, do carinho que recebo, mas a homenagem eu transfiro a Kardec, a quem devo a educação espírita e o meu equilíbrio psíquico e espiritual e além dele, a todos os companheiros de jornada, que se fazem invisíveis para eu aparecer, mas sem os quais eu nada faria. A eles a minha gratidão da alma”.

DSC_7816

O presidente Marcelo Nilo antes de encerrar a sessão que durou cerca de três horas, falou sobre a importância da união das religiões para levar a esperança aos brasileiros nesse momento de crise e enalteceu a grandeza do evento. “A Casa do Povo hoje vive um dia especial. Nós nos sentimos honrados por homenagear esse grande homem e líder espiritual.”

DSC_7948

Uma história de fé e amor ao próximo

Baiano nascido em de Feira de Santana em 5 de maio de 1927, Divaldo Franco é considerado o médium mais importante em atividade no Brasil e o maior orador espírita contemporâneo. Já psicografou mais de 250 obras e os livros vendidos já chegaram a 10 milhões de exemplares, dos quais mais de 100 títulos foram traduzidos para 16 idiomas. Ele começou a receber os primeiros sinais de mediunidade aos 4 anos. Ainda jovem, viajava pelo Brasil para proferir palestras e expandir os ensinamentos espíritas codificados pelo famoso espírita, o francês Allan Kardec.

Em 1947 com seu amigo Nilson de Souza Pereira fundou o Centro Espírita Caminho da Redenção e desde então vem proferindo conferências no Brasil e no exterior, passando por mais de sessenta países dos cinco continentes, onde proferiu mais de 12 mil palestras. No ano de 1952 deu início ao que se tornou uma das maiores obras sociais existentes no Brasil, a “Obra Social da Mansão do Caminho”, construída sob orientação da sua mentora espiritual Joanna de Ângelis, após uma visão mediúnica.

Fundada há mais 60 anos, a Mansão do Caminho está localizada no bairro de Pau da Lima em Salvador e já tirou 160 mil pessoas da miséria oferecendo escola e profissão. Uma verdadeira cidade de 83 mil metros quadrados com ruas, casas, padaria, biblioteca, gráfica, cursos profissionalizantes e onde funcionam creche e escolas que atendem mais de 3,5 mil crianças que recebem educação e alimentação. A Mansão também conta com um centro de saúde que atende mais de 2,5 mil adultos, tudo feito gratuitamente. A instituição oferece ainda um Centro de Parto Natural que já realizou mais de 1.800 partos sem nenhum custo às mães, além de ser o primeiro do Norte e Nordeste.

São assistidos também idosos e pessoas inválidas, portadores de doenças irrecuperáveis e degenerativas, que recebem cestas básicas, atendimento médico e remédios. Para manter toda a obra social funcionando, a Mansão do Caminho conta com 400 voluntários. Circulam pelo local, diariamente, cerca de 5 mil pessoas, entre estudantes, assistidos, funcionários, voluntários e visitantes. A obra é basicamente mantida com a venda dos livros mediúnicos e das fitas gravadas nas palestras, seminários, entrevistas e mensagens do médium Divaldo Franco, que também é pai de mais de 600 filhos adotivos.

Além de todas as ações da Mansão do Caminho e das palestras que realiza, Divaldo idealizou o ‘Movimento Você e a Paz’, através do qual tem visitado, há dez anos, os bairros populosos de Salvador, levando mensagens de paz. Esse movimento está sendo propagado em vários países da Europa, nos Estados Unidos e Paraguai.

Junto com o médium Chico Xavier, Divaldo Franco foi um dos responsáveis pela popularização do Espiritismo. Em Salvador, no ano de 1865, foi fundado o primeiro centro espírita do Brasil, o Grupo Familiar de Espiritismo por Luís Olímpio Teles de Menezes. De acordo com informações do Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), são 3,8 milhões de adeptos que se intitulam kardecista. De acordo com a Federação Espírita Brasileira (FEB), os simpatizantes passariam de 30 milhões, colocando o Brasil como a nação com maior número de seguidores ou simpatizantes do Espiritismo no mundo.