Mande sua mensagem também nas redes sociais.

Notícias

Presidente apresenta balanço da Assembleia em 2016 durante almoço com jornalistas

postado em 19/12/2016 03:12

Nilo anunciou que será candidato a deputado federal em 2018 e não tentará a vaga de senador na chapa majoritária

Durante o já tradicional almoço com os jornalistas dos principais veículos de comunicação baianos, realizado na tarde desta segunda-feira (19), o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Marcelo Nilo, apresentou o balanço das atividades da Casa em 2016 e também comentou a situação política e econômica do país. Essa crise econômica projeta 2017 como um ano ainda mais difícil que 2016. Esse ano, apesar de ter sido um ano de eleição, foi um ano no qual votamos todos os projetos com pelo menos 15 dias de antecedência e foi o ano em que mais votamos projetos dos deputados”, explicou Nilo.

DSC_7890

No relatório feito pela Assessoria Geral da Alba, foram realizadas 211 sessões plenárias, sendo 125 ordinárias, 20 extraordinárias, 65 especiais e uma solene. Entre os projetos apreciados em plenário, foram 209 no total, sendo a maioria, 119 deles, projetos de lei.

O líder do legislativo baiano destacou o fato de a Alba ter ficado entre as três mais transparentes Casas Legislativas do país, no ranking de um dos grupos da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla 2016), vinculado ao Ministério da Justiça e Cidadania. “Pela primeira vez nós não teremos suplementação do Estado no orçamento da Assembleia. Isso mostra que todo os esforços em cortar na carne as despesas, tem surtido efeito positivo”, avaliou.

DSC_7774

Nilo voltou a declarar sua candidatura ao 6º mandato de presidente da Assembleia e reafirmou que a “maioria esmagadora” dos parlamentares o procuraram solicitando que ele se candidatasse. “Eu tenho garantidos 30 votos da base aliada, menos PSD e PP e estou em negociações adiantadas com a oposição, que eu acho que pode me apoiar”.

O principal anúncio do almoço, foi feito quando Marcelo Nilo afirmou que não será mais candidato a uma vaga no senado federal. “Não tenho mais a pretensão de ser senador. Em 2018 serei candidato a deputado federal, pois não quero causar um problema para o governador Rui Costa, que tanto tem me apoiado”, garantiu.

Questionado sobre as emendas impositivas, Nilo afirmou ser contra elas, desde quando era deputado de oposição. “Eu sempre fui contra, mas tenho convicção de que muitas delas já foram cumpridas pelo governador Rui Costa. O que não foi feito ainda, foi por falta de condições”, declarou.

Fotos: Sandra Travassos