Mande sua mensagem também nas redes sociais.

Notícias

Sessão Especial marca início de campanha pelo fim da violência contra a mulher

postado em 10/11/2016 11:11

Violência na Diversidade, esse é o tema da campanha dos 16 dias de Ativismo pelo fim da Violência contra a Mulher que começou hoje com uma sessão especial na Assembleia Legislativa da Bahia. A sessão foi proposta pela líder da bancada feminina da casa, deputada Luiza Maia (PT) e reuniu representantes de entidades e instituições de proteção aos direitos humanos e estudos de gênero, raça e etnia.

WhatsApp Image 2016-11-10 at 11.14.46

Para a Conselheira Estadual de Proteção dos Direitos Humanos, Copélia Rousseff, a sessão especial é um grande passo na luta contra o preconceito. Essa campanha lançada aqui vai possibilitar que a população LGBT seus direitos reconhecidos. É muito importante a divulgação. A sociedade precisa aprender que travestir e transexuais também são pessoas.”

Segundo uma pesquisa feita pela ‘Transgender Europe’, o Brasil é o país onde mais se mata travesti e transexuais no mundo. Entre janeiro de 2008 e março de 2014, foram registradas 604 mortes no país.

Precisamos debater temas que são tratados timidamente e destacar os marcadores sociais de violência simbólica e psicológica contra essa diversidade de gênero. Precisamos mostrar que o Brasil é o país onde mais se mata travestis e transexuais no mundo e que Lei Maria da Penha também se aplica a casos de violência contra lésbicas”, disse Luiza Maia, deputada proponente da sessão.

A luta pelos direitos da mulher na atual conjuntura política no Brasil, também foi debatida na sessão. A deputada Luiza Maia fez críticas ao atual governo Temer e disse que é preciso enfrentar o preconceito e lutar pelo reconhecimento dos direitos e da cidadania da comunidade LGBT.